© 2017 Travel Sweet Home.

  • Instagram Black Round

Bye Bye Kuala Lumpur

18.10.2018

Ei gente,

Tenho andado meio sumida ne?!

 

Bom, depois de 1 ano e meio morando em Kuala Lumpur, é com o coração partido que me despedi dessa cidade que me acolheu e me recebeu tão bem. Que tive o prazer de chamar de casa por um tempo.

 

Nesse um ano e meio que morei em KL, fiz muitos amigos que, com certeza, levarei para toda vida. Como gosto de brincar, nossa “família malaia”. Vivenciei bem de perto uma cultura tão diferente da que estava acostumada, aprendi a respeitar ainda mais o próximo, me apaixonei pela comida asiática e me tornei viciada em uma boa pimenta.

 

 

 

 

 Claro que, como tudo na vida, esse tempo que morei na Malásia não foram só flores. A parte mais difícil, para mim, foi a distância com o Brasil. E o pior de tudo, as 11 horas de fuso. Mas nada como o tempo para a gente se acostumar e a aprender a lidar com a saudade.

 

Infelizmente mais uma vez estamos mudando antes de vencer o contrato do David, essa vida de morar “abroad” é muito legal, mas, vamos combinar né? Ficar em cada país por apenas um ano tem sido um desafio e tanto...

Quando estou 100% adaptada e já me sentindo em casa, recebo a notícia que é hora de mudar novamente....kkkkk

Espero que dessa vez a história seja um pouquinho diferente. 😊

 

Depois que recebemos a noticia de que era oficial, e que tínhamos apenas um mês para arrumar tudo foi aquela correria....

Pensar em como fazer com as nossas coisas, o que íamos levar, o que íamos vender...Correr atrás dos documentos do Billy... Desde que mudamos para a Argentina sempre moramos em apartamento mobilhado, ou seja, a parte mais difícil da mudança, que seria os moveis não teríamos que nos preocupar. Trouxemos para Muscat apenas nossas roupas e alguns objetos de decoração que vamos acumulando ao longo da vida e que tem um valor sentimental para a gente. Na verdade, mais para mim do que para o David, acho que se fosse por ele, ele largava tudo para trás.... heheheh Moral da história descobri que toda a minha vida cabe em 12 malas e em uma caixinha de transporte de pet. 😊

 

 

 

Por falar em pet, foi super tranquilo fazer a exportação do Billy da Malásia. Usamos a mesma empresa que nos ajudou quando fomos do Brasil para Malásia. Foi super rápido e fácil o processo. Ficamos muito felizes, quando soubemos que o Billy não precisaria passar por outra quarentena. Gente sério, é muito triste. O cachorrinho volta super triste e assustado. ☹ Graças a deus o Billy não teve que passar por isso de novo.

 

 

 

Tenho que confessar que dessa vez foi mais difícil para mim dizer adeus a vida que construí em KL, do que quando me mudei da Argentina. Quando falo isso para as pessoas é até engraçado, a primeira pergunta que eles me fazem é: quanto tempo você morou em KL? Quando respondo que fiquei lá por apenas 1 ano elas dão risada de mim.... hehehehe

 

Sério gente, estou muito “Homesick” ainda de KL, é um sentimento que não sei bem explicar... Eu sei que foi pouco tempo, mas com certeza foi intenso!! E como disse anteriormente, é realmente depois de um ano vivendo no país que você começa a se sentir em casa...

 

A Ásia vai ter sempre um lugar especial no meu coração, e não sei porque, mas sinto que o meu tempo lá ainda não terminou... Quem sabe um dia a gente não é mandado de volta para lá ne?

 

 

 

 

Eu só tenho a agradecer a deus por essa oportunidade única e incrível de ter vivido na Ásia. Ter tido a oportunidade de viajar por lugares incríveis, testar meus limites ao escalar um vulcão na Indonésia, visitar construções milenares no Camboja, assistir a um jogo de beisebol na Coreia,  me perder nas belezas de Halong Bay no Vietnam. Ter tido a oportunidade de visitar sempre que possível o meu lugar preferido no mundo a Tailândia S2 e ter um novo mundo aberto ao meus olhos graças ao curso de mergulho e a insistência do meu marido.

 

Vou embora hoje, com o sentimento de saudade, de gostinho de quero mais..., mas o mais importante, vou embora com uma bagagem incrível, recheada de memórias, experiências e momentos inesquecíveis. Com certeza a Vanessa que chegou aqui um ano e meio atrás não é a mesma que está indo embora. Hoje, tenho certeza que vou embora uma Vanessa diferente, que corre atrás dos seus objetivos, determinada, mais madura e mais forte emocionalmente.

 

 

 

Que comece a minha nova aventura! A partir de hoje, contarei para vocês todas as minhas experiências de Muscat, o meu novo lar.

 

Beijos,

Vanessa 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now