© 2017 Travel Sweet Home.

  • Instagram Black Round

Phi Phi o cenário paradisíaco do filme A Praia.

06.05.2018

Oiii gente!!!

 

Eu acho que não comentei com vocês, mas no meu aniversário o Love of My Life me deu de presente uma viagem para Phi Phi.

Eu sempre sonhei em conhecer lá, mesmo porque a maioria dos brasileiros quando se referem a Tailândia se referem a Phi Phi. 

Essa ilha é bem famosa, pois foi o cenário do filme a praia, estrelado por Leonardo di Capri.

Mas vocês não vão acreditar, sou tão sortuda que voltei a este paraíso bem antes do que imaginava. Quando fomos para Dubai encontramos com amigos e combinamos uma viagem para Tailândia, sinceramente não pensei que essa viagem fosse acontecer tão rápido, mas por sorte minha aconteceu!!! E adivinhem para onde fomos de novo?! Sim Phi Phi!!!!

Como moramos na Malásia, as duas opções mais fáceis para chegar a Phi Phi são por Phuket ou por Krabi.

As duas vezes que fomos, voamos para Phuket pois os voos estavam mais baratos. Sempre que viajamos para lugares em que vamos precisar de ferry para chegar, optamos sempre por voar um dia a noite e pegar o primeiro ferry em destino a ilha, para não perdermos tempo. 

No caso de Phuket para Phi Phi só existem 2 horários de ferry por dia: um que sai as 8:30 da manhã e o outro que sai as 13:30. O ferry de Phuket a Phi Phi custa 12USD (por pessoa) e demora cerca de 3 horas.

Existe uma outra opção que é o Speed Boat, ele é bem menor e mais rápido, e claro mais caro também 30USD (por pessoa). Nele o trajeto demora apenas 1 hora.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Logo depois do desembarque em Phi Phi, é cobrada uma taxa de 20 Baht (cerca de 2 reais) para poder entrar na ilha. Essa taxa é revertida na manutenção e preservação da ilha. Phi Phi é bem pequenininha e só conseguimos nos locomover lá a pé. Não existem motos, nem carros na ilha. 

As duas vezes que fomos, escolhemos ficar no Princess Resort. Como Phi Phi é um destino bem procurado pela galera mochileira e pela galera mais jovem, é complicado achar um hotel legal no centro próximos aos restaurantes  que não seja Hostel. 

O Princess Resort é um hotel bem legal, como uma estrutura muito boa, café da manhã, e o melhor de tudo: uma ótima piscina de frente para o mar, (coisa rara de se encontrar em Phi Phi, hotéis com piscina). Das duas vezes que fomos optamos por ficar hospedados no mesmo hotel.

 

 

 

 

 

Como tive a oportunidade de ir duas vezes, uma em Janeiro e a outra em Abril, tive duas experiências e visões de Phi Phi.

Em Janeiro, quando fomos a primeira vez, era o auge da alta temporada, e a ilha estava lotada, o hotel estava lotado (para vocês terem uma ideia rolava todo dia de manhã disputa de cadeiras na piscina), e a praia estava bem suja. Em abril quando voltamos a ilha tinha outra cara, o hotel estava bem mais tranquilo, e a praia estava bem mais limpa, a água estava clarinha inclusive no píer onde chegam os barcos.

Fiquei muito feliz por ter tido a oportunidade de voltar a Phi Phi pois quando fui em Janeiro por todos esses motivos que citei, foi um lugar que deixou muito a desejar, mas aí quando voltei em Abril pude entender porque Phi Phi é tão famosa, e considerada uma das ilhas mais bonitas do mundo.

Tanto em Janeiro quanto em Abril a programação foi a mesma, pois por mais que já estivéssemos ido a Phi Phi como estávamos com os nossos amigos, fizemos todos os passeios novamente com eles. Inclusive repetimos os restaurantes que amamos na primeira visita.

 

 

 

Roteiro:

 

No primeiro dia chegamos na ilha na hora do almoço, fomos direto para o hotel, fizemos check-in e já fomos aproveitar a praia em frente ao hotel. Quando a mare começou a baixar fomos para a piscina. Phi Phi tem uma coisa muito engraçada, lá quando da 3 horas da tarde, a mare baixa muitoooooo. Os barcos para vocês terem ideia ficam todos atracados na areia da praia. Sem mentira e exagero mas se quiser entrar no mar com a mare baixa acho que vai uns 30 minutos de caminhada dentro ao mar até você conseguir que a água bata em sua cintura.

 

No segundo dia decidimos ir passar o dia em Long Beach. Para chegar em Long Beach você tem duas opções: ou fazer uma caminhadinha de 30/40 minutos atravessando parte da ilha, passando inclusive dentro de uma mini florestinha ou pegar por apenas 100 Baht por um táxi boat que leva cerca de 5 minutos para fazer a travessia.

A água em Long Beach é clarinha, e super morninha, uma delícia!!! O pessoal que procura agito e badalação não vai muito para lá. Long Beach é uma praia bem tranquila onde encontramos mais casais e famílias.

Possui dois restaurantes a beira mar, com um amplo cardápio que agrada a todos os gostos.

 

 

 

Foi lá também que o David pisou em um ouriço do mar…. gente ele estava fazendo graça comigo e aí pá pisou no ouriço…. (tadinho rsrs)

Fiquei com do, entraram 4 espinhos no pé dele. E vocês não sabem, como estávamos em Long Beach, a praia não tinha estrutura de um postinho de saúde. Tivemos que ir no restaurante para ver se eles tinham primeiros socorros para poder tirar o espinho. Para variar essas pessoas mais antigas sempre tem o seu jeito todo particular de fazer as coisas, e foi aí que descobrimos que limão e batidinhas de uma garrafa de cerveja dissolve espinhos. Vocês devem estar rindo de mim né? Hm como assim? Limão e batidinha de casco de cerveja dissolvem espinho?! Pois é isso mesmo gente juro, o senhor do restaurante trouxe um limão para a gente e um casco de cerveja, ele me mandou ir pingando o limão sobre o espinho e batendo com o casco, e aí como um milagre depois de muitas batidinhas os espinhos tinham sumido. Acreditem se quiser, mas juro que é verdade e que funciona pelo menos com espinhos de ouriço do mar.

 

 

 

 

O terceiro dia foi o dia mais esperado da viagem, principalmente para os nossos amigos, foi o dia que fizemos o passeio de barco por Maya Bay, Monkey Beach, Pileh Lagoon.

Decidimos fechar o passeio no nosso próprio hotel, os preços não diferem muito e assim como da primeira vez em que fomos, decidimos por alugar um barco particular para fazer o passeio (4800 Baht para um passeio de 6 horas).

Essa foi a melhor escolha que fizemos pois nos marcamos a hora em que queríamos começar o passeio. 

Em Janeiro escolhemos começar o passeio as 7 da manhã e que a nossa primeira parada fosse Maya Bay. Tenho que confessar que foi a melhor ideia que tivemos, como os barcos de passeio em grupo sempre saem as 9:00 da manhã, quando chegamos em Maya Bay não tinha quase ninguém. Conseguimos aproveitar muito a praia, e tirar muitas fotos. Quando deu 10:00 da manhã Maia Bay ficou impossível, juro gente devia ter umas 150 a 200 pessoas naquele pedacinho minúsculo de areia..... 

Foram chegando barcos e mais barcos.... 

Ah já ia me esquecendo para descer do barco em Maya Bay e ir até a praia para tirar foto você tem que pagar uma taxa de 400 Baht, se você não pagar essa taxa você não pode descer do barco. Maya Bay é uma praia sem nenhuma estrutura, não são permitidos hotéis, restaurantes, bares, nada...

 

 

 

De Maya Bay seguimos para um ponto de snorkel chamado Phi Leh Lagoon, gente fiquei tão feliz fazendo snorkel lá porque pela primeira vez na vida fiquei cara a cara com um peixinho Nemo! Ai eles são tão fofinhos!! De todos os lugares que fizemos snorkel em Phi Phi esse sem sombra de dúvida e o lugar mais bonito, a água chega a ser transparente de tão azul, tem muitos muitos corais e cada peixinho mais lindo que o outro!

 

 

 

A nossa próxima parada foi a Monkey Beach, a Monkey Beach óbvio é famosa pelos seus macaquinhos…. Mas infelizmente quando fomos em Abril eles não quiseram dar o ar da graça.

Em contrapartida em Janeiro quase fomos roubados por um…

Foi muito engraçado…. Assim que chegamos na praia deixei a bolsa na areia e fui para o mar, o David tirou umas fotos, guardou o celular na bolsa colocou ela em cima de uma pedra e foi para o mar também. Estávamos lá distraídos, conversando quando de repente olhamos para a pedra e quem estava lá revirando a minha bolsa e tirando tudo de dentro dela?! Sim o macaco!  Gente e vocês não sabem ele estava com a carteira do David na mão! Corremos desesperados em direção a bolsa e por sorte ele se assustou e jogou a carteira. Imagina que cômico ser assaltado por um macaco…. kkkk

Mas como disse infelizmente quando fomos com os nossos amigos em Abril os macaquinhos não quiseram dar o ar da graça….

 

 

 

 

 

Depois de Monkey Beach paramos em mais alguns pontos de snorkel e voltamos para o hotel, pois nesse dia iríamos subir o mirante para ver o pôr do sol.

Esse mirante é muito bonito, pois você consegue ter uma visão panorâmica linda da ilha de Phi Phi, eles fizeram um deck de madeira lá em cima que rende umas fotos maravilhosas!!

Para chegar lá e muito simples: basta ir seguindo as plaquinhas Phi Phi View Point. A caminhada é super tranquila, depois da metade do caminho que começa a escadaria…. Mas não desanime, vale super a pena e a vista é maravilhosa.  A subida demora uns 40 minutinhos, eu aconselho a subir um pouco antes do pôr do sol para conseguir pegar um lugar legal para poder admirar com calma e com uma bela vista, esse lindo espetáculo da natureza!

 

 

 

Onde comer:

 

Como vocês já sabem eu sou uma pessoa que adora descobrir restaurantes diferentes, então além do roteiro, restaurantes é uma coisa que eu pesquiso muito antes de viajar.

Para Phi Phi não poderia ter sido diferente. E gente juro, encontrei na ilha o melhor restaurante de comida tailandesa e o melhor mojito de maracujá ever.

Eu achei esse restaurante pesquisando em alguns blogs de viagem, depois olhando no Tripadvisor vi que ele está entre os top 3 da ilha e era super bem avaliado. Pensei why not?

O Aroy Kaffeine é um restaurante de comida tailandesa, mas no seu cardápio tem a opção de quesadillas para quem não é tão fã da culinária. O restaurante é uma gracinha, super pequenininho e aconchegante. Como a própria dona e os seus filhos que servem os clientes o atendimento é super diferenciado.

Foi lá onde eu experimentei o melhor Tom Kha Gai, esse é um prato tailandês super tradicional, é uma espécie de sopa com vegetais e frango (ou camarão), mas o grande diferencial desse prato é que o caldo é feito à base de leite de coco.

A única coisa que temos que ficar super atentos com a culinária tailandesa é que eles são amantes da pimenta, ou seja, o nível médio deles de pimenta para brasileiros é o nível máster de pimenta. Mesmo que você goste de pimenta uma dica que eu dou é sempre pedir o seu prato "less spicy" para não correr risco.

 

 

 

 

Moeda:

 

A moeda da Tailândia é o Baht. Em comparação ao real ele está 1BRL para 9.05Baht.

As coisas em Phi Phi são muito baratas, para vocês terem ideia uma long neck é na faixa de 60 Baht.

Gastávamos por média em um jantar 600 Baht, com entrada, prato principal, sobremesa e bebida alcoólica, ou seja, preços super convidativos.

E isso sem falar que existem muitos restaurantes que a conta não fica nem a metade disso. Phi phi sem dúvida é um lugar para todos os tipos de budget.

 

 

 Clima:

 

Devido as monções a melhor época para ir a Phi Phi é de Novembro a Maio.

Sendo que de Dezembro a Fevereiro é considerado altíssima temporada. Se tivesse que falar um mês para irem com certeza falaria Abril. Em Abril como disse a ilha não está tão cheia e com isso ela não fica tão suja, a água fica aquela cor transparente azul perfeita contrastando com o céu azul maravilhoso sem nenhuma nuvem. Conversando com alguns locais eles confirmaram que realmente Abril é o melhor mês para ir pois é quando a ilha atinge o seu auge de beleza.

 

 

Visto:

 

Brasileiros para ir a Tailândia podem solicitar o visto on arrival. E super tranquilo dentro do avião antes de pousar eles já te entregam o formulário, é só preencher e ir normalmente para a fila da alfândega.

 

Ah já ia me esquecendo de contar para vocês, foi muito sem querer e sem planejar, mas acabamos caindo no meio do Ano Novo tailandês. O ano novo na Tailândia ocorre em Abril. O Ano Novo conhecido em Tailandês como Songkran é uma grande festa na Tailândia comemorada nas ruas com guerrinha de água. Gente juro guerrinha de água, todas as pessoas vão para a rua, crianças, turistas, idosos, locais todo mundo com arminhas de água.

No dia da guerrinha de água não importa se é de dia se é de noite se você está arrumado, quem está na rua vai tomar jato de água independentemente de estar na brincadeira ou não. Ah e não adianta não levar na esportiva pois é a tradição.

Os tailandeses acreditam que devem jogar água nas pessoas no dia de ano novo, para lavar a alma das pessoas e purificar o corpo e o espírito para o ano novo que se inicia.

 

Foi muito legal ter caído de gaiata no Ano Novo tailandês e claro ter entrado na brincadeira, pois óbvio quem conhece o David sabe que ele não ia ficar levando jato de água de graça e que ia comprar a sua arminha.... heheheh

 

 

 

Foi uma delícia conhecer Phi Phi e espero um dia ter a oportunidade de voltar. Eu amo a Tailândia, e a energia que esse país me transmite. Um país super acolhedor com um povo amistoso e que tem sempre para você o seu sorriso mais sincero e verdadeiro.

 

E vocês já foram em Phi Phi?  Ou sonham em conhecer?

Com certeza e um lugar que deve entrar na Wish List de todo mundo.

 

 

Beijos e até a próxima aventura.

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now